BLOG DA SOCIEDADE
BRASILEIRA DE IMUNOLOGIA
Acompanhe-nos:

Translate

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Natal e PLA

Olá pessoal,

Feliz Natal, Boas Festas, um ótimo começo de Ano Novo e um 2012 com tudo de bom! Escrevo aqui da casa da minha sogra, na Alemanha, onde vejo a neve cair, e cair, e cair – o que não impede o vizinho de levar o cachorro para passear… é bonito, pelo menos olhando aqui de dentro! Haja frio! Aproveitem o verão aí…

Voltando à imunologia, uma parte do meu lab estuda o processo de apresentação de antígenos de classe II, principalmente em relação a quais moléculas interagem com quais (e como, mas isto já é outra história). É claro que usamos Fret (fluorescence resonance energy transfer) e outras análises com moléculas recombinants isoladas, mas principalmente muita co-imunoprecipitação. Mas depois de lisar as células, precipitar, lavar, etc, as interações até acontecem mas fica a questão: será que estas moléculas estão mesmo próximas na célula? Haveria uma maneira de se analisar as interações entre dadas moléculas in situ? E determinar a localização celular e até subcelular destas moléculas?
Estas questões levaram uma pós-doc aqui do lab a trabalhar com a técnica da Proximity Ligation Assay, da companhia sueca Olink. Basicamente, para estudar a interação entre duas moléculas, anticorpos primários de duas espécies animais diferentes são necessários. Após esta ligação, os anticorpos secundários, cada uma específico para a espécie do anticorpo primário, são usados. Estes anticorpos secundários são marcados com sondas “PLA”, que contém uma cadeia curta de DNA. Quando os anticorpos estão próximos o suficiente, estas cadeias de DNA interagem e formam oligonucleotídeos circulares. Estes nucleotídeos são entao ligados através de uma reação enzimática, e a reação amplificada através da “rolling circle amplification”. Após a amplificação, estes produtos são então detectados por outras sondas, fluorescentes, que podem ser visualizadas em um microscópio de fluorescência. Algumas das marcações lembram as cores do Natal (vermelho e verde), dai a minha idéia de contar sobre o PLA para vocês neste blog de dezembro.

Tem também um vídeo que ilustra o processo:
http://www.abnova.com/abvideo/abvideo_detail.asp?k=Proximity_Ligation_Assay_%28PLA%29

Até 2012!

Comente com o Facebook :

Um comentário:

  1. Maria Bellio (UFRJ)20 de dezembro de 2011 12:35

    Olá Claudia,

    É sempre bom ficar sabendo das novas técnicas; afinal, o avanço da ciência está intimamente ligado ao avanço da tecnologia (e vice-versa, claro). O video é bem explicativo.
    Mas fiquei com dúvidas quanto às vantagens desta nova técnica em relação ao FRET. Qual é mais sensível? Qual das duas funciona melhor: menos falsos positivos, menor background?...

    obrigada pela informação.
    Feliz Natal!

    Maria.

    ResponderExcluir

©SBI Sociedade Brasileira de Imunologia. Desenvolvido por: