BLOG DA SOCIEDADE
BRASILEIRA DE IMUNOLOGIA
Acompanhe-nos:

Translate

domingo, 1 de maio de 2011

Festa Imunológica

Em uma grande festa, os linfócitos, citocinas, quimiocinas, receptores e mais algumas figuras da Imunologia que nem são lembradas muitas vezes, estavam reunidas para comemorar a diversidade imunológica. Em uma mesa da festa logo no centro do salão, os irmãos TLRs estavam reunidos: TLR2, TLR4 e TLR9. O TLR2 e o TLR9 morrem de inveja do primogênito TLR4 que já tem um casamento de longa data com o LPS, o qual hoje não estava na festa para não causar febre. Era notório que os TLRs estavam todos morrendo de ciúmes do triângulo amoroso na mesa do lado formado por Nod1, Nod2 e Rip2, que se consideram muito mais seletivos, já que só reconhecem o que está no citoplasma celular. O Nod1 já procurou uma via alternativa para não ter que dividir o Rip2 com o Nod2, esse último parece regulador. Enquanto essa briga acontecia em outra mesa, o macrófago só comia e esperava o prato principal e o neutrófilo contava vantagem por ser o primeiro que chega ao sítio de inflamação. Estava nessa festa também os componentes do inflamassoma. O NLRP3 encontrava-se super emocionado, o que é de se esperar, uma vez que o mesmo é tão sensível que sente ROS, efluxo de potássio e qualquer estresse celular. Enquanto esses eram os primeiros que chegavam à festa, esperavam-se ansiosamente os linfócitos, que precisam das integrinas para chegar.


Nossa que confusão, era Th17, Th1, Th2, T reguladora e Th9 todos brigando para decidir quem ia orquestrar a sinfonia principal daquele musical. Que música seria cantada? Quando a música era composta por TGF-β e IL-2, reguladora é quem orquestrava. No entanto, quando TGF unia-se a IL-6 e IL-1, a Th17 era quem comandava aquela festa. A célula reguladora brigava principalmente com Th17, a qual é conhecida por vilã em muitas doenças inflamatórias. Th17, por sua vez, se defendia dizendo que ela tem um papel importante em algumas infecções. Na ausência de IL-17 animais infectados por T. cruzi morrem drasticamente e produzem maiores quantidades de IFN-γ. Nessa festa contávamos também com a presença do cirurgião plástico IFN do tipo I que queria fazer Th2 tornar-se Th1. Th2 começou a fazer terapia desde que começou a dividir a IL-4 com Th9. Th9 está em plena felicidade desde 2010, quando pôde ter um fator de transcrição único conhecido como PU.1.


Inesperadamente, a música pára e tudo se transforma em silêncio. Aparece uma célula dendrítica linda com um vestido cheio de pontas. Ela anunciava o prato principal conhecido por Trypanosoma cruzi. TLR2, TLR4, TLR9 e Nod1 vibravam com esse saboroso parasito. IL-12 já se apresentava querendo que Th1 fosse o maestro, mas IL-6 também estava lá querendo IL-17. GITR fazia questão da presença da reguladora e IL-10 exigia a presença de Th2. Significa que teríamos Th1 e Th17 de um lado, enquanto Th2 e T reguladora estariam do outro. A resposta Imune é assim diversa. Não basta apenas inflamar, tem que regular. Não basta a Imunidade Inata reconhecer, é preciso chamar a adaptativa para responder. Muita coisa nessa complexidade e diversidade ainda precisa ser elucidada, obviamente ela vai ficar ainda mais complicada. Dessa maneira, mais festas surgirão e espero até lá contar com a presença de novos fatores de transcrição, novos receptores, novas vias de sinalização. A festa continua....

Post de Grace Kelly da Silva. FMRP - IBA.

Comente com o Facebook :

21 comentários:

  1. Grace...tá de parabéns com o post! Super divertido....uma ótima revisão de Imuno!!!

    E não por coincidência...na sexta [de acordo c/ a EFIS] comemoramos o "Dia da imunologia"...ou seja...grande festa imunológica!

    Haaa...O Blog está ótimo! Muito bom as mudanças que foram realizadas! Aqui no Lab já virou rotina discutir os posts. Parabéns pra toda equipe!

    ResponderExcluir
  2. Uma festa de arromba Grace! Parabens
    Outra coisa, se voce nao sabe o que quer dizer uma festa de arromba, pergunte pro Marcelo Bozza...Alem de conhecer a etimologia do termo, ele e' craque no assunto. Ja vi o mesmo transformar um laboratorio em casa de bamba com direito a ensopadinho de lingua com massa, ao bico de bunsen.
    Escreva mais...bom domingo

    ResponderExcluir
  3. Parabéns.. esse post daria uma excelente aula! os alunos, assim como nós leitores do blog, nunca mais esqueceremos como se dá a resposta imune contra T cruzi.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom o texto. Parabéns por reunir tanta informação de maneira super divertida.

    ResponderExcluir
  5. Grace, sempre surpreendendo, com musicas e histórias fantásticas sobre a imunologia. Ótimo post, "T. cruzi entra e arrebenta!" Aproveite essas façanhas em suas aulas futuramente! Terás sucesso!

    ResponderExcluir
  6. Amei....as vezes, o que falta para os imunologistas é um pouco de humor na hora de ensinar!

    ResponderExcluir
  7. Muito obrigada pelos comentários. Sempre que me surgir uma boa estória em mente eu deixarei aqui no blog, o qual frequento todos os dias. Poderão vir blogs mais sérios.
    Quanta a festa de arromba com certeza perguntarei para o Bozza no congresso de Imunologia em Foz. Fiquei surpresa professor Sério Lira com ensopadinho de lingua com massa, ao bico de bunsen...
    Ah Idelfonso legal você me lembrar do dia da Imunologia, porque somente uma grande festa para comemorar a respeito de uma ciência tão apaixonante.

    ResponderExcluir
  8. Excelente Grace! Com humor a Imunologia até parece mais fácil e menos complicada. Parabéns pela criatividade. Continue nos divertindo e nos mantendo em dia com a Imunologia.
    Sandra

    ResponderExcluir
  9. Muito divertido mesmo. Amei "uma célula dendrítica linda com um vestido cheio de pontas". Parabéns!!

    ResponderExcluir
  10. Nossa Grace, parabéns! Adorei e tenho certeza que suas aulas farão muito sucesso! Já estou ansiosa pelo próximo post! hehe :)
    Ana Paula Barreto.

    ResponderExcluir
  11. GK...depois de "entrar e arrebentar" essa "baladinha" foi um dos melhores posts que já li. Que orgulho de ter sido sua companheira de laboratório por alguns anos. Muitas saudades suas e continue sempre assim, inovando....ainda vou ter mtas boas notícias suas...bjinhos...Wanessa

    ResponderExcluir
  12. Cristina Ribeiro de Barros Cardoso3 de maio de 2011 00:16

    Grace,
    parabéns pelo excelente post. Agora estamos aguardando o "entra e arrebenta", a música mais tocada na rádio Imuno. Sugeri a todos os meus alunos a leitura!Sucesso!

    ResponderExcluir
  13. parabéns Grace, tenho muito orgulho de voce.

    ResponderExcluir
  14. só podia ter convidado o linfócito B também, coitado

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Claro que ele foi convidado, ele servia os drinks em taças em forma de anticorpos.Sem falar da TCD8 que estava em uma vestido preto, literalmente vestiada para matar, expressando Fas-FasL. Nem tudo se encontra no texto porque a diversidade é tão grande que é impossível notificar todos.

    ResponderExcluir
  17. Nossa excelente post!!!! Tá de parabéns pela grande criatividade e conhecimento.

    ResponderExcluir

©SBI Sociedade Brasileira de Imunologia. Desenvolvido por: