BLOG DA SOCIEDADE
BRASILEIRA DE IMUNOLOGIA
Acompanhe-nos:

Translate

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Programas de Pós-Graduação

A última edição da revista Nature traz uma série de artigos que discutem os programas de pós-graduação e a formação de doutores em geral. Há artigos que se prendem mais à questão específica dos EUA, mas outros também abordam o que ocorre em diferentes lugares do mundo. Diferentes pontos de vista são apresentados a respeito de diversos aspectos relacionados aos programas de pós-graduação e à formação dos doutores em si. Muito se comenta sobre o incrível aumento no número de doutores formados ao longo dos últimos tempos e sobre a eventual dificuldade de que todas essas pessoas encontrem trabalho, emprego. Parece haver uma percepção geral de que um título de doutor, por lá, já não leva mais a tapetes vermelhos sendo estendidos como outrora.
doi:10.1038/nj7343-381a

Também se discute sobre a qualidade da formação alcançada e sobre a forte ênfase que os programas dão à perspectiva de trabalho na academia, o que restringiria o leque de oportunidades dos que se formam. É claro que há brutais diferenças entre o que ocorre aqui e o que acontece nos EUA e na Europa. No entanto, talvez, algumas reflexões também sejam pertinentes à nossa realidade. Por aqui o número de doutores formados também aumentou muito na última década. Será que o país deve almejar a manutenção desse ritmo? Caso deva, até quando? A expansão das universidades brasileiras é capaz de absorver os que se formam? E sobre a qualidade dos doutores que estão sendo formados durante esse período de crescimento intenso? É o que se deseja? Com que perfil? Aqui no Brasil, em especial na área de biologia e/ou ciências médicas, há espaço para doutores fora da academia? De que tamanho é esse espaço? O convite à troca de idéias está feito.

Os artigos originais são:
doi:10.1038/472261a
doi:10.1038/472276a
doi:10.1038/472280a
doi:10.1038/nj7343-381a

Acrescento também links para textos escritos pelo Professor Roberto G. S. Berlinck (Instituto de Química da USP - São Carlos). Os posts dele comentam cada um dos artigos originais e fazem uma certa contextualização com o que vivemos por aqui.

http://quiprona.wordpress.com/2011/04/24/a-reforma-da-pos-graduacao-i/
http://quiprona.wordpress.com/2011/04/24/a-reforma-da-pos-graduacao-ii/
http://quiprona.wordpress.com/2011/04/25/a-reforma-da-pos-graduacao-iii/
http://quiprona.wordpress.com/2011/04/25/a-reforma-da-pos-graduacao-iv/

Comente com o Facebook :

Um comentário:

  1. Caros,

    Obrigado pela menção às postagens.

    cordialmente,
    Roberto Berlinck

    ResponderExcluir

©SBI Sociedade Brasileira de Imunologia. Desenvolvido por: