BLOG DA SOCIEDADE
BRASILEIRA DE IMUNOLOGIA
Acompanhe-nos:

Translate

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Que tal o exercício de explicar sua linha de pesquisa em cinco minutos?

Imagine o seguinte cenário: sexta-feira à noite, pessoas relaxadamente sentadas em sofás vermelhos espalhados por um amplo saguão, discutindo... ciência. Isso mesmo! Tal evento, Big Ideas for Busy People, aconteceu na última sexta-feira (23), como parte do Festival de Ciência de Cambridge, nos Estados Unidos. Embora descontraído, o clima estava também acelerado, pois os dez cientistas presentes tinham a árdua tarefa de explicar suas pesquisas em apenas cinco minutos, para um público diversificado, e a plateia tinha outros cinco minutos para fazer perguntas. Foi muito interessante e divertido, e serviu também para despertar a curiosidade sobre diversificadas áreas da ciência.


Universo paralelo, dimensões espaciais extra, lixo atômico, vida sintética, neurobiologia do comportamento foram alguns dos temas apresentados. Discutiu-se também sobre psicopatas, cérebro como computadores, redes sociais, entre outros. Mas o que quero destacar aqui, por conta do interesse dos leitores do blog, é a fala de Pardis Sabeti, professora da Universidade de Harvard e pesquisadora do Instituto Broad (MIT/Harvard).

Sabeti estuda a seleção natural positiva no genoma humano, procurando por regiões que estão sofrendo mutações e tentando determinar há quanto tempo tais mutações apareceram. A última contribuição do grupo da médica pesquisadora, que é também rock star, foi combinar diferentes tecnologias do estudo do genoma, propondo o que ela chamou de CMS (Composite of Multiple Signals). Utilizando o CMS, os pesquisadores conseguiram identificar regiões menores do genoma que estão sob pressão seletiva, ao contrário de metodologias anteriores que identificaram regiões enormes, contendo vários genes e milhares de polimorfismos, segundo os autores. Recomendo a leitura do paper publicado este ano na Science, que explica os detalhes metodológicos de maneira acessível para quem não é da área.

Além de regiões relacionadas à percepção sensorial, metabolismo (tolerância a lactose) e pigmentação da pele, Sabeti identificou também vários genes relacionados a resistência a infecções (apareceu na lista IL-21, receptor de vitamina D, entre outros). Mas pelo seu entusiasmo, ficou evidente que o principal interesse atual de Sabeti é o estudo da resistência à infecção ao vírus Lassa em africanos, especificamente na Nigéria. Vamos ficar atentos a tais pesquisas.

Confesso que achei o modelo do evento muito interessante e aproveito para propor o desafio: você consegue explicar sua pesquisa em cinco minutos para pessoas não envolvidas com ciência?

Comente com o Facebook :

7 comentários:

  1. Muito interessante, Cristina. Acho que este tipo de atividade deveria ser adotado nos próximos congressos da SBI. Quanto ao seu desafio, gostaria de fazer uma proposta: que tal explicar a linha de pesquisa em uma frase? Aí vai a minha:
    - Estudo interações parasito-hospedeiro iniciais tendo como modelo murinos e protozoários de interesse veterinário.

    ResponderExcluir
  2. Achei muito legal a ideia de fazer uma tividade semelhante na SBI, seria uma pratica ao vivo do blog.
    Qto a frase, aqui esta a minha:
    - Estudo o papel dos fatores de transcrições na diferenciação de células hematopoiéticas normais e neoplasicas usando como modelo as células B-1.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom mesmo!Adorei!!
    Lá vai minha frase:
    -Avaliação da participação de mediadores lipídicos nas infecções experimentais por diferentes isolados de Mycobacterium tuberculosis de humanos

    ResponderExcluir
  4. Não só acho super interessante essa idéia como também tive a oportunidade de participar de um evento bem semelhante promovido pela Cristina Caldas e Leo Iwai sábado passado aqui em Boston. No encontro, pude falar um pouquinho do meu trabalho para pessoas das mais diferentes áreas, reunindo brasileiros pesquisadores daqui de Harvard e do MIT. Muito legal!

    A idéia é ótima e promove a interação!

    Aqui está a minha frase:
    - Estudo as vias de sinalização da apresentação de lipídeos derivados de patógenos por moléculas CD1.

    ResponderExcluir
  5. Acho meio complicado explicar pra quem não sabe nada, nada sobre o meio científico, mas acho que vale a tentativa..pelo menos a explicação acho que dá pra ficar nos 5 minutos...o resto das perguntas fica pra depois..rsrs

    ResponderExcluir
  6. Estudo a participação de receptores Nod na infecção por T. cruzi

    ResponderExcluir
  7. Breno - IBA/FMRP/USP29 de abril de 2010 11:45

    Posso explicar em 5 segundos. Hehehe

    ResponderExcluir

©SBI Sociedade Brasileira de Imunologia. Desenvolvido por: